Chuveiro elétrico – consome menos que aquecedor solar e a gás

O sistema de aquecimento solar tem sido cada vez mais difundido como uma opção ecologicamente correta. Entretanto,

quando instalado em residências, apresenta problemas, quase sempre ignorados pelos vendedores. Veja quais são eles:

Primeiramente, por ser um sistema de acumulação, nos dias de baixa insolação, geralmente no inverno, o aquecedor solar não esquenta a água do banho satisfatoriamente. Segundo, para a água quente chegar até o banheiro, é necessário esgotar toda a água fria do cano, jogando fora dezenas de litros – um prejuízo enorme ao meio ambiente e de tempo também.

Finalmente, o aquecedor solar é dimensionado para o número de banhos diários. Se a família cresce, ou aumenta o seu número de banhos, por exemplo com visitas, os primeiros tomam banho quente, já aos últimos restará apenas a água fria, ou até gelada.

Para evitar esses problemas, o usuário acaba tendo de instalar uma resistência elétrica dentro do boiler, o que faz aumentar significativamente sua conta de energia elétrica. Se seu boiler tem, por exemplo, a capacidade de 200 litros de água quente e um banho consome em média 50 litros de água quente, para um quinto usuário tomar o seu banho, terá de aquecer os 200 litros do boiler para consumir apenas 50 litros, desperdiçando toda a energia gasta para aquecer os outros 150 litros que se esfriarão até o outro dia.

O sistema de aquecimento a gás também tem seus problemas, pois como o solar, demora um certo tempo até a água quente chegar ao banheiro, isso sem falar da sua fonte energética não limpa, que na queima do gás para o aquecimento da água gera GEE – gás efeito estufa. Definitivamente esses não são os processos ecologicamente mais corretos para o aquecimento da água do banho diário.

Além disso, tanto o Sistema de Aquecimento Solar quanto o a Gás necessitam de manutenções periódicas e apresentam custos de implantação um pouco elevados, algo em torno de R$ 1.800,00 e R$ 600,00 respectivamente.

É por esta razão que estudo recente da USP, a Universidade de São Paulo, revela que tomar banho com chuveiro elétrico é mais econômico do que em aparelhos dotados de aquecedores solares e a gás (http://eptv.globo.com/terradagente/terradagente_interna.aspx?298612). Este fato já havia sido comprovado anteriormente por estudos técnicos da ABINEE – Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (http://www.abinee.org.br/noticias/com70.htm).

Para quem já utiliza o sistema de aquecimento solar ou a gás e deseja minimzar seu consumo, a melhor solução é instalar um sistema de aquecimento híbrido controlável, investindo por volta de R$ 25,00 em um chuveiro elétrico comum, e mais uns R$ 100,00 em um acessório chamado ECO Shower Slim (www.ecoshower.com.br), que controla a potência do chuveiro de zero até 100% da sua capacidade máxima de aquecimento. De forma simples e de baixo custo o usuário resolverá definitivamente seus problemas no ajuste da temperatura do seu banho, obtendo certa redundância para o caso de uma eventual falta de energia solar ou a gás.

Para quem já usa apenas o chuveiro elétrico, poderá obter maior economia ainda instalando o ECO Shower Slim, produto que foi testado pela UNIFEI – Universidade Federal de Itajubá, que comprovou economias de mais de 40% de água e de energia elétrica. Fácil de instalar, além das economias, o ECO Shower Slim protege o usuário contra choque elétrico, aumenta a vida útil do chuveiro e da resistência elétrica e tem mais de dois anos de garantia de fábrica.

Como promove economia logo após sua instalação, o produto se paga em poucos meses. O consumidor pode fazer o teste de economia no site, preenchendo os dados sobre seu consumo mensal no link http://www.ecoshower.com.br/teste-economia-energia-agua.php . Sem dúvidas essas alternativas são ecologicamente corretas e economicamente viáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *